E-mail: ostomiasemfronteiras@yahoo.com.br

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

O que devemos fazer quando descobrimos que temos alergia da placa?

Algumas pessoas apresentam alergia ao material de algumas placas, e quando isso acontece, a pele ao redor do ostoma pode ficar vermelha, irritada, coçando, e até com bolhas e minando água.

A partir do momento em que a pessoa descobre que tem alergia, deve comunicar a enfermeira estomaterapeuta, para que em conjunto descubram a melhor maneira de solucionar este problema. Pode ser: aplicando a solução que forma uma película protetora da pele, para que a placa não fique em contato direto com a pele; fazendo o uso de um lenço próprio para limpar a pele retirando o resíduo de cola e/ou pasta; indicando o uso de outra placa adequada ao ostomizado.

Porém, algumas vezes a alergia é apenas ao micropore da placa. E quando este é o problema, algumas pessoas optam por cortar o micropore, porém isso pode diminuir a maleabilidade da placa e consequentemente a durabilidade da mesma. Outra opção é usar um curativo de hidrocolóide para que o micropore não fique em contato direto com a pele. O uso do curativo é uma boa opção porque quando a pele estiver irritada e minando água, esse curativo ajuda na cicatrização e permite que a placa se fixe à pele, o que não acontece sem o curativo.

A seguir explicaremos como colocar o curativo na placa:

 1 – Curativo de hidrocolóide extra fino.



2 – Desenhar a circunferência da placa no curativo, que pode ser feito com o auxílio do medidor de estoma, ou você também pode confeccionar um molde com um papel mais duro, de acordo com a circunferência da flange da placa, apenas para facilitar o desenho.



3 – Curativo desenhado.



4 – Recortar o curativo.





5 - Curativo recortado.



6 – Colocar o curativo por cima do micropore da placa.



7 – Retirar o papel da placa e colar o curativo.



8 - Quando for trocar a placa e só retirar o papel do curativo e do centro da placa e fixá-la no abdômen .

5 comentários:

  1. Amigas, agora consigo postar comentários. Obrigada por alterarem o formulário. O blog de voces é uma ótima iniciativa de excelente qualidade. Um exemplo de que em vez de ficarmos nos lamentando, podemos nos erguer e trabalharmos em benefício do próximo. Parabéns!
    Avante na luta e no ideal. Raydália

    ResponderExcluir
  2. Chris e Claudia, parabéns pela inciativa. O blog está maravilhoso, está com muitas informações úteis, não só para os ostomizados mas também para os que não são ostomizados. Parabéns !!! Vocês são maravilhosas

    ResponderExcluir
  3. Gislaine Furusava2 de março de 2011 15:59

    Bastante didático! Muito bom! Quem conviveu com as dificuldades de fazer um curativo sabe o quanto isso é valioso! Quantas pessoas devem estar sendo beneficiadas atraves deste blog!!! Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Olá meu nome é Rogério. Estou com ileostomia faz 45 dias e minhas fezes são muito líquidas e ácidas.
    Gostaria de saber o que fazer para diminuir a acidez e quando dói muito que analgésico posso tomar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rogério,
      Boa noite!
      Os alimentos mais acidificantes são: produtos industrializados têm carga grande de processos químicos e se comportam como ácidos, consumo exagerado de carne vermelha, sal, bebida alcoólica, café e açúcar.
      Entre em contato com o seu médico para saber em relação ao analgésico. Ele é o melhor profissional para te indicar qualquer tipo de medicamento!
      Uma ótima recuperação para vc!
      Abraços!

      Excluir