E-mail: ostomiasemfronteiras@yahoo.com.br

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Atividade física X Ostomia

A atividade física melhora a condição psicológica de quem tem algum tipo de deficiência e é uma forma de inclusão social. Inclusão é respeitar as diferenças individuais, considerar valores e expectativas de cada um independente da sua condição física.

O importante é se soltar, para trazer benefícios à saúde do corpo. Inclusão não é só deixar o deficiente praticar atividade física, mas sim preparar as pessoas para recebê-lo. Não é apenas avisar os funcionários de que agora existe um deficiente no local, mas sim saber que ele tem potencial.

A atividade física promove a reintegração social e auxilia na superação de barreira das pessoas ostomizadas, levando o indivíduo a descobrir que é possível, apesar das limitações físicas, ter uma vida normal e saudável.

O esporte gera muitas alterações comportamentais, morais, éticas e sócio afetivas, pois mostra que a ostomia não é sinônimo de incapacidade. Portanto, abraçar uma atividade física pode transformar o dia-a-dia de uma pessoa ostomizada, e ainda fazer bem para a saúde do corpo e da mente.

Os benefícios físicos da atividade são: Agilidade, equilíbrio, força muscular, coordenação motora, resistência física, melhora das condições organo-funcional (aparelhos circulatório, respiratório, digestório, reprodutor e excretor), velocidade, ritmo, possibilidade de acesso à prática do esporte como lazer, reabilitação e competição, promoção e encorajamento do movimento, desenvolvimento de habilidades motoras e funcionais para melhor realização das atividades de vida diária, entre outros.

E os benefícios psicológicos são: melhora da auto-estima, aumenta a integração social, redução da agressividade, estímulo à independência e autonomia, experiência com as possibilidades, potencialidades e limitações, vivência de situações de sucesso e de frustração, motivação para atividades futuras, desenvolvimento da capacidade de resolução de problemas, entre outros.

É imprescindível respeitar as limitações, adequando modalidades e objetivos pessoais. Além de ser necessário respeitar todas as normas de segurança, evitando acidentes e o mais importante, estimular sempre o desenvolvimento da potencialidade individual.

Não podemos nos esquecer de que depois da cirurgia, cada pessoa recupera-se de forma diferente, então o retorno à prática esportiva dependerá da cicatrização.

Procure fazer exercícios que você goste, porém antes converse com o seu médico e educador físico.

A ostomia não deve impedir uma pessoa de praticar atividades físicas, com exceção de esportes de contato extremamente pesado, como: lutas marciais, basquete, vôlei, futebol, etc, tendo-se em vista a possibilidade de traumas na região do estoma; e de levantamentos de grandes pesos, para prevenção de hérnia. As práticas esportivas que exijam esforço da região abdominal também devem ser avaliadas por um profissional da área da médica.

E no período pós-operatório a distensão abdominal deve ser evitada para que não ocorra a retração do estoma.

Durante a prática esportiva é recomendável a utilização de um cinto ou cinta para manter a bolsa mais segura.

A prática da natação e hidroginástica pode ser feita sem nenhuma restrição, pois a bolsa e a placa são impermeáveis à água. É importante lembrar-se de que antes de nadar deve-se esvaziar a bolsa. As mulheres devem usar um maio peça única e os homens uma camiseta para evitar olhares e comentários a respeito da bolsa de colo/íleostomia.

 Referências:







5 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Excelente artigo! Tenho colostomia a 3 anos, precisei realizar o procedimento após um agressivo cancer no reto. Vivo muito bem e me adaptei facilmente, continuo com o tratamento de quimioterapia que impossibilita realizar o método de irrigação mas independente disso vivo muito bem. Pratico futebol e ando de patins na pista de skate, uso uma proteção comprada nos Estados Unidos. A única coisa que me privo é nadar sem camiseta, me sinto mais confortável com. Se quiserem conhecer minha pagina no instagram: juninho packer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde!
      Que maravilha você ter se adaptado super bem e continuar praticando suas atividades normalmente! Logo você termina o seu tratamento e poderá fazer irrigação!
      Com certeza iremos conhecer a sua página!
      obrigado por ter nos visitado!
      Um grande abraço!

      Excluir
  3. Bom dia. Preciso urgentemente saber quando posso praticar exercícios. Pois é muito demorado meu atendimento médico no sus.
    Tenho 64anos e fiz 1 ano de ostomizada.cancer no reto e por isso uso bolsinha definitiva. Fui amputada de reto.porem me deixou muito depressiva largar minhas atividades.E perdi muito peso apesar de que já não era gorda.Mas estava com o corpo ideal e me sentindo muito animada eu saía pra cantar e dançar mas meu mundo caiu. Hoje vejo as roupas que ficaram largas guardadas no meu armário e choro. Não saio da minha cama. Só me sinto bem isolada. Recebo convites de festas e casamentos na família e não me ânimo pelo meu corpo e sem opção de roupas. Preciso recuperar meu corpo. Me ajuda!!!
    Quando posso voltar a minha alegria de fazer exercícios de novo e conseguir retomar meu sorriso? Me ajude por favor!!!! ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esperança, boa noite!
      Cada caso é um caso.Quando fiz minha cirurgia, meu médico me liberou para atividade física após 6 meses, porém com restrição para pegar peso (ele tinha me liberado para até 10 kgs) e tomar cuidado com abdominal. O ideal, é que você tenha liberação do seu médico, pq provavelmente vão solicitar na academia.
      Um grande abraço!

      Excluir